Quando eu iniciei a faculdade de Fisioterapia, eu achava que minha carreira só começaria depois de formado, depois que pegasse o diploma.

Doce engano…O que eu não sabia é que minha carreira tinha começado no exato momento em que eu tinha dado meu primeiro passo no pátio da faculdade.

Não tinha me atentado de que os professores seriam meus grandes impulsionadores, que meus professores eram profissionais ativos no mercado e que tudo o que eu faria ali, iria refletir no meu sucesso profissional.

Sempre fui um aluno muito esforçado e aplicado. Enquanto todos tiravam férias e iam para a praia, eu aproveitava para estudar e estagiar, já que na época era permitido fazer estágio antes da formação.

Ao longo dos 4 anos de formação, eu nunca tirei férias e enquanto todo mundo descansava eu aproveitava para conhecer clínicas e trabalhar com profissionais, os quais eu admirava.

Quando eu me formei, meu sonho era: montar uma clínica para dar o melhor atendimento em fisioterapia que a cidade já tinha visto, um atendimento inigualável.

Ao abrir minha clínica a primeira coisa que fiz foi visitar as outras clínicas para conversar com os donos. Quando chegava, me apresentava, dizia quem eu era e que estava abrindo uma clínica de fisioterapia e, ao explicar o que iria fazer, as especialidades, como ia atender, eles perguntavam:

– Sua clínica já é credenciada ao plano de saúde?

Eu falava:

– Não. Eu não quero trabalhar com plano de saúde. Quero atender somente pacientes particulares e cobrar pelo meu atendimento.

Eles olhavam incrédulos e falavam:

– Se você não tiver plano de saúde pode ir embora, aqui ninguém paga por fisioterapia.

Achei estranho, mas estava muito certo da minha decisão. Fui na segunda clínica e falaram a mesma coisa, fui na terceira e a mesma coisa, assim aconteceu em todas as clínicas que eu visitei.

Voltei para casa e pensei: E agora?

Eu só tinha duas opções: Vou em frente e luto pelo meu sonho ou desisto de tudo.

Depois de pensar muito, decidi ficar e lutar pelo meu sonho. Mas eu não embarquei neste sonho sozinho, não posso deixar de citar meu sócio e grande amigo o Dr. William Nogata, que iniciou este grande sonho comigo, desde a faculdade, e esta parceria de sucesso permanece até hoje.

Nosso primeiro passo foi montar a clínica. Alugamos uma casa onde além de montar nosso negócio poderíamos morar também, assim já economizamos.

Quando estava tudo pronto e a clínica prestes a ser inaugurada, recebemos a visita da Vigilância Sanitária. Quando eles viram que dentro da clínica também era a nossa casa, eles falaram que não poderíamos morar ali, que a clínica não poderia ter comunicação com a “nossa casa” e com isso negaram o alvará de funcionamento.

Ficamos desesperados, pois eu não tínhamos dinheiro para pagar dois aluguéis. Depois de muito refletir a única alternativa viável foi morar no porão da clínica, que media 1,5m de altura.

Neste porão moramos por dois anos e meio e durante este tempo, além de trabalhar muito durante o dia, estudávamos a noite, estudamos incessantemente.

Mantínhamos a clínica aberta até às 20 horas, mesmo sem ter pacientes, depois que fechávamos, trocávamos de roupa e limpávamos a clínica, passando pano, cortando a grama e passando a roupa que usaríamos no dia seguinte.

Com mais ou menos 40 dias de abertura, recebemos nosso primeiro paciente. Quando vimos ele entrar pelo portão, corremos e ficamos de tocaia para ouvir a conversa dele com a secretária. O paciente entrou e perguntou se ali era a clínica do Dr. Brás, a secretária disse que não e então o paciente foi embora. Nossa, que frustração. Mas se você acha que isso nos desanimou, nem pensar, seguimos em frente.

Até que enfim o primeiro paciente veio e os resultados não demoraram para a aparecer. Um indicou para outro, diziam que nunca tinha visto tratamento igual, indicou para mais um, para dois, três….e a clínica foi aumentando, aumentando…e quando a clínica completou dois anos e meio eu consegui ter uma renda suficiente para morar em outra casa.

Mais dois anos e meio depois, a clínica já tinha fila de espera de 15 a 20 dias. Com isso a clínica foi crescendo, fomos contratando novos profissionais, ampliando o espaço e fomos trazendo tudo o que tinha de mais moderno em fisioterapia.

Neste ano de 2019 a clínica completa 22 anos, eu completo 22 anos de profissão e posso dizer com orgulho: 22 anos de sucesso! Sucesso este que foi conquistado com um grande sonho, muito trabalho, estudo e muita vontade de que tudo desse certo.

O sucesso é uma jornada que é construída com empenho e disciplina. Não é sorte, não é azar, não é a crise, é empenho e disciplina.